VEM PEDALAR
Domingo, 30 de Maio de 2010
downill ventoso/ águeda - 30-05-2010

 

finalmente conheci a famosa pista de downill do ventoso perto de águeda.

 

eu e o evaristo saímos de albergaria com o objectivo de chegar ao alfusqueiro, fazendo parte do percurso da maratona de vale do vouga. ao atravessarmos a nacional iniciámos logo com uma descida bem longa e divertida, que nos levou ao caminho que sai junto à  ponte de ferro em sernada.

 

seguimos o trilho normal até à eólica de macida. de salientar negativamente, a primeira subida do caminho da alombada, está alargada e lisa parecendo uma autoestrada,  a descer pouca pica deve dar. junto da eólica foi tempo da barrita e da banana, já estava mesmo a precisar pois tinha comido apenas um iógurte.

 

depois de passarmos o túnel da a25, foi um tal descer vertiginoso até ao vale da bonita aldeia de seixo, descida com muita pedra e rêgos e uns ésses muito engraçados, ao qual o evaristo comentou a parecença com os da fórmula um, lol. mas o que é bom rápidamente se acaba, fomos presenteados com uma bela subida em pedra lisa, tipo calçada, que com tempo molhado deve ser bem escorregadia.

 

entrámos então na subida para a pista de downill, excelente paisagem com as eólicas do caramulo de um lado e as talhadas do outro, devido à névoa não se conseguia ver a ria de aveiro. os trilhos sendo single tracks ou não são todos eles de pedra, muito solta e lascada o que torna as descidas muito perigosas, mas ao mesmo tempo espectaculares.

 

gostei bastante de fazer a descida, cortei-me nos sítios onde senti dificuldades e não arrisquei nos desníveis maiores, pois nunca me senti com segurança, devido ao amortecedor estar muito duro e ter sómente 90 de curso na frente, mesmo assim foi divertido.

 

 parámos na ponte do alfusqueiro para umas fotos para a posteridade,  antes de entrarmos segundo o evaristo na garganta do rio marnel, também desconhecido para mim. é uma zona com muita vegetação, muito sombria, sempre junto ao rio e num sobe e desce com muitas lombas divertidas e rápidas, vimos algumas famílias a usufruir do melhor da natureza. continuámos por valongo do vouga, sernada e subida para albergaria.

 

foi uma manhã excelente de btt, felizmente não houve imprevistos ou quedas, para quem já não respirava o ar da serra há duas semanas, foi um grande tónico para enfrentar a semana de trabalho na boa companhia do evaristo.

 

 

 

 

 


tags:

publicado por bttmais às 23:27
link do post | comentar | favorito

Terça-feira, 25 de Maio de 2010
rota do bacalhau

neste sábado, a convite do rogério, juntei-me nas piscinas de ilhavo com o pessoal do biclas team.

 

 fizémos o reconhecimento do percurso da rota do bacalhau, , no total eramos dezasseis.  algumas caras conhecidas e sobretudo o amigo david, companheiro do pedal de alguns anos atrás, que já não via há bastante tempo.

 

a rota do bacalhau, passeio com fins solidários, tem na organização pessoal conhecido, que gosta e sabe de btt, esgotou rápidamente as 500 inscrições,  tem tudo para ser um belo dia de competição e confraternização.

 

em relação ao percurso, pode-se dizer que para a maior parte do pessoal do btt da zona, é estar a pedalar no "quintal" pois como o nuno costuma dizer, a recruta foi feita na pedricosa e periferia,  tanta vez por lá passamos. é um percurso que não é nada fácil, tem na primeira metade algumas subidas e uma ou outra parede, trilhos muito técnicos, com raízes, muita areia e rêgos, dificultando a progressão rápida e mesmo as ultrapassagens, muitos single tracks que vão fazer tremer os menos experientes e vão deliciar os mais destemidos com o enorme divertimento que proporcionam.

 

penso que a organização terá atenção aos perigos e concerteza irá  sinalizar adquadamente os pontos criticos, onde poderá levar alguns a cometer excessos. saliento uma vala logo na entrada da pedricosa, com um metro de largura e numa zona de grande velocidade, que só consegue passar uma bike, muito perigoso.

 

a segunda metade é menos técnica e mais plana, havendo estradões para ripar a altas velocidades, hajam pernas.

 

 

 

 


tags:

publicado por bttmais às 23:18
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

Segunda-feira, 10 de Maio de 2010
promessa

este domingo não houve monte.

 

fim de semana com rumo há piscina da mealhada, para ver as provas de natação, nas quais a minha filha participou e conseguiu um bom segundo lugar.

 

para desentorpecer as pernas fiz apenas estrada, já no final da tarde de domingo.

 

na estrada nacional os peregrinos eram ás centenas, alguns deles já muito debilitados, quase não conseguiam andar. por tal facto comecei a reparar no calçado e muitos deles aventuraram-se a caminhar até fátima sem terem o mínimo de noção, ao terem calçado inadquado para caminhar, desde chinelos a sapatos, allstars que é do pior. pobres pés.

 

fiquei entusiasmado com os peregrinos na sua caminhada e fiz uma promessa:

 

se o braga fosse campeão ía a fátima a pé. ainda bem que foi o benfica, como já era esperado e merecido ...

 

grande satisfação também pela subida do beira-mar, o clube merece estar entre os melhores, esperemos que não seja apenas um ano e sobretudo que a direcção consiga equilíbrio financeiro para o clube estabilizar ou mesmo crescer no futuro.



publicado por bttmais às 00:11
link do post | comentar | favorito

Segunda-feira, 3 de Maio de 2010
a idade da pedra

foram 110 kms de grande diversão, concentração e ...algum sacrifício.

 

fui para vermoil com algum receio, as voltas domingueiras e os treinos não passam dos 60 kms, daí na mente a martelar: como vai ser a partir dos 80, será que me aguento nas "canetas"? esta dúvida agudizou-se devido à chuva, cheguei mesmo a questionar a minha participação, felizmente deixou-nos, para nunca mais voltar.

 

saímos do campo de futebol de vermoil, talvez mais de 100 bttistas, o grupo foi-se esmiuçando com os prós a dispararem e outros menos prós a deixarem-se levar pela adrenalina, já rolávamos a mais de 30 e para mim era demais, naõ fui em tolices e deixei-os ir, pois o dia ia ser bem longo.

uma subida íngreme originou a reúnião das tropas com a bicla à mão, iniciou-se então a grande aventura pela serra do sicó.

 

o bttralhos disponibilizou um percurso longo, duro e técnico.

 

com os gémeos já quentes da subida apeada, apareceram uns single tracks a descer cheios de pedra escorregadia devido ás chuvas. estava longe de imaginar que os single tracks nos iriam acompanhar até ao final do percurso. pois é, foram singles para todos os gostos, a descer  a subir, com pedra, com muita pedra, com lama, com erva, com vegetação densa que não lembra ao diabo, foi necessário muita destreza e concentração para saltitar de pedra em pedra sem apear ou mesmo sem cair.

 

 

as subidas exigiram muito esforço, devido à pedra e ou gravilha solta, tentei sempre fazê-las e práticamente consegui superar a maior parte.

os estradões também com muita gravilha, não dava para abrir à vontade nas descidas, pois a bike rabeava muito, os 46 de velocidade máxima demonstram bem as dificuldades.

 

as descidas de pedra não faltaram para ajudar na festa, com alguns mais destemidos a esquecerem os travões e a lançarem-se por lá abaixo, sem dó nem piedade, felizmente sem consequência.

 

no rabaçal, eu e o meu parceiro de viagem evaristo, abancámos no restaurante para uma sopinha de legumes, uma chanfana e uma cervejola, que assentou ás mil maravilhas. já bem escorados, seguimos até ansião, tínhamos feitos 70 kms e o track dividía-se, optámos por continuar com o desafio sem atalhanços, desde início esse era o objectivo.

 

de salientar aos 83 kms, numa paragem para comer e que estávamos com o grupo de aveiro (afonso) e com o martinho que já não via  há alguns anos, a hospitalidade dum sr. que nos ofereceu água e que podíamos abastecer ou refrescar sempre que por lá passarmos.

 

a uns 15 kms do final, já sentia que tinha estofo para acabar, deixei de proteger as pernas e comecei a utilizar mudanças mais pesadas. foi com enorme satisfação que cheguei a vermoil (19h15), por ter ultrapassado este enorme desafio, com um nome bem a condizer:

 

a idade da pedra

 

sintetizando, os inúmeros single tracks, a pedra e o sobe e desce constante, foram os grandes companheiros durante todo o percurso, aliado à bela paisagem circundante fizeram um passeio inesquecível e para repetir, que recomendo vivamente.

 

no final, houve banho quentinho e lanche com pizza, sumo e laranjas. para um passeio gratuito é de se tirar o chapéu, nem por vezes em passeios organizados isso acontece, lol.

 

um grande obrigado ao bttralhos por estes mimos e sobretudo pelo dia espectacular que nos proporcionaram, que para mim que já pedalo há alguns anitos, foi o melhor passeio que fiz até hoje. um obrigado também ao companheiro, navegador e fotógrafo evaristo.

 

 

 

 

 

 


tags:

publicado por bttmais às 12:22
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

vem pedalar
só para quem gosta de música!!!!!
só para conhecedores
Novembro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30


mecânica
arquivos

Novembro 2011

Outubro 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

tags

todas as tags

mais sobre mim
links
Weather Forecast | Weather Maps | Weather Radar
tecnica mtb

Contador site